Buscar
  • Caterine Palmieri

Como se preparar para o futuro: as novas profissões e tecnologias que estão por vir com a Revolução


O mercado de trabalho está mudando, e nós não vamos ter muito tempo para nos adaptarmos. É por isso que devemos ficar por dentro das novas tecnologias e profissões que estão por vir, e investir nelas.

Você já se assustou, ficou aterrorizado ou perplexo com algum episódio de Black Mirror? E se eu te disser que existe alguns que logo logo se tornarão realidade?

A Google, em parceria com a Samsung, está desenvolvendo lentes de contato de alta definição, GPS e Bluetooth que podem ser controladas pelo seu celular. Seria algo muito próximo da realidade tratada no episódio “The entire story of you”, da série.

Outra tecnologia que já foi desenvolvida e está sendo aperfeiçoada é um aplicativo no qual você pode conversar com alguém falecido. O aplicativo, chamado Luka, foi desenvolvido pela russa Eugenia Kuyda, e é idêntico ao do episódio “Be right back”. Ele utiliza como base antigas conversas da pessoa falecida e analisa as suas redes sociais para poder criar o seu perfil de conversa.

Além disso, a China está planejando por em prática algo similar àquilo que é tratado no episódio “Nose dive”, para estimular o bom comportamento das pessoas. A ideia é que se as pessoas forem bem avaliadas nas redes sociais, terão crédito nos bancos. Se forem mal avaliadas, terão mais dificuldades em conseguir empréstimos e realizar viagens.

Sobre a robótica, que é alvo de grandes investimentos no mundo inteiro, os cientistas de Harvard estão desenvolvendo pequenas abelhas robôs. A problemática tratada no episódio “Hated in the nation”, está se tornando cada vez mais real: as abelhas correm risco de extinção. Tendo em vista que as abelhas exercem um papel essencial no meio ambiente, a criação de robôs que substituam o seu papel é visto como uma solução.

Em meio à um mundo onde animais e insetos podem ser substituídos por robôs, onde as pessoas passarão a ser avaliadas pelo seu carisma em redes sociais, onde você só verá o mundo através de lentes computadorizadas, e onde você sentirá conforto em conversar com robôs que se passam por pessoas, como se adaptar?

Surpreendentemente, essas são invenções que estão previstas para a 4º revolução. Avanços em Inteligência Artificial, Internet das Coisas, Robótica, entre outros. Será que estamos preparados para todas essas mudanças?

Preparados ou não, elas chegarão até nós. E com elas, virá a automatização de vários serviços, e o surgimento de novas profissões. Dessa forma, você deve estar por dentro dos setores do mercado de trabalho que trarão um maior retorno financeiro e reconhecimento para você.

O PERFIL PROFISSIONAL DO FUTURO

De acordo com Cesar Alexandre de Souza, professor da Universidade de São Paulo – USP, “É o lado humano que precisa ser trabalhado. Temos que evoluir no trabalho em equipe, reconhecer e entender o outro, motivar pessoas, trabalhar com pessoas. O computador não consegue fazer nada disso. Essa é uma fronteira importante”.

Além disso, o profissional do futuro, segundo César, “vai precisar ser especialista na sua área, mas também vai ter que conseguir conectar o que faz com uma outra visão geral, ou seja, pensar criativamente; isso será uma necessidade. Então teremos que estar investindo sempre em coisas que são essencialmente humanas, como empatia, habilidades, (...). O computador não faz isso, porque ele age a partir do reconhecimento de padrões, ou seja, de coisas que já aconteceram. O ser humano consegue pensar uma coisa que nunca aconteceu, ele pode trabalhar no terreno das hipóteses a partir de tudo que ele conhece”.

Dessa forma, para você se destacar frente à esse novo mercado de trabalho, é importante que possua as seguintes características:

1. Visão técnica: formação em áreas como a engenharia da computação ou mecatrônica. Entender de tecnologias como machine to machine (máquina para máquina) e internet das coisas é diferencial.

2. Multidiciplinar: conhecer um pouco de tudo e ser especializado em diversas frentes é uma boa estratégia. É preciso lidar com áreas diferentes da graduação para entender o processo industrial.

3. Colaboração: saber se comunicar e ter um bom relacionamento com os colegas. Colaboração ganha cada vez mais força no ambiente digitalizado.

4. Idioma: fundamental para se comunicar com outros países, ler livros sobre o assunto e lidar com máquinas importadas.

5. Senso crítico: Importante ter capacidade analítica para cruzar dados e tomar decisões a partir de informações fornecidas por máquinas e aplicativos em tempo real.

6. Flexibilidade: capacidade de se adaptar às mudanças e às novas funções, além de aprender a lidar com equipamentos interconectados.

AS PROFISSÕES DO FUTURO

1. Especialistas em Experiência de Usuário/Cliente: existem algumas variações para esse profissional no mercado, como Customer Success ou na tradução literal, Sucesso do Cliente. A função desse profissional é fazer com que o cliente tenha toda a assessoria necessária de algum produto/serviço contratado. Já é comum encontrar esses profissionais em empresas de e-commerces e outras plataformas, que prezam pelo resultado e experiência positiva do cliente.

2. Creators: esses profissionais já estão em alta e prometem ficar nos próximos anos. São aquelas pessoas que vivem de produzir conteúdo para a internet, também conhecidos como digital influencers.

3. Coaching: o coaching é o profissional que ajuda outras pessoas a evoluírem em diversas áreas de suas vidas, mas principalmente, em suas carreiras.

4. Profissional de marketing digital: apesar do marketing ser uma carreira antiga, esse profissional vem se fortalecendo cada vez mais no meio online, criando uma especialização de carreira cada vez mais voltada para a internet.

5. Analista de Big Data: profissional que analisa todas as informações provenientes de um sistema que circula na internet e que pode influenciar em um negócio/empresa.

6. Gestor de comunidade: esse profissional é responsável por lidar com os consumidores e comunidade ao redor de uma empresa, a fim de recolher opiniões para melhorar o negócio e o posicionamento da empresa com essas pessoas. Alguns negócios já possuem profissionais focados nessa função, que irá se expandir nos próximos anos.

7. Segurança da informação: será o profissional que assegurará que toda a informação digital de determinada empresa ou instituição não seja burlada ou invadida.

8. Desenvolvedor de dispositivos wearables: em uma tradução livre, “weareable” significa “vestível”. São óculos, lentes, relógios e outros equipamentos que tenham algum tipo de tecnologia que facilite a vida das pessoas. E os profissionais capazes de desenvolver esses dispositivos estarão entre os mais procurados nos próximos anos.

9. Gestor de inovação: por mais que possa parecer um termo genérico, já é possível encontrar empresas que oferecem essa vaga. Esse profissional será responsável por repensar as estratégias de uma empresa, seja em seu core business ou para alguma área específica, com o intuito de melhorar seu modelo de negócio.

10. Gestor de talentos: gerir talentos vai um pouco além da função que hoje o setor de Recursos Humanos exerce. É preciso identificar e atuar com maior eficácia nos pontos fortes e fracos das pessoas, para capacitá-las a serem sempre melhores profissionais em suas carreiras.

11. Representante de vendas internas: tradução livre de “Inside Sales Representative”. O cliente adquiriu muito mais poder de escolha e, por isso, as empresas que trabalham principalmente com o mercado B2B, tende a ter vendedores que abordarão possíveis clientes somente quando eles já demonstraram algum interesse pelo produto. Isso significa que as vendas serão cada vez mais personalizadas e assertivas de acordo com cada prospect.

12. Especialista em e-commerce: o e-commerce já é um modelo de negócio trivial na vida das pessoas. Porém, com tantas lojas virtuais concorrendo na internet, será preciso se destacar cada vez mais para atrair clientes. Por isso, o profissional especialista em e-commerce ainda tem um tempo longo de vida garantido.

13. Profissionais de saúde mental: as profissões que envolvam cuidados da mente (terapeutas e psiquiatras, por exemplo) ainda estarão em alta. E a explicação é simples: ainda é muito pouco provável que as máquinas substituam o cuidado personalizado que esses profissionais têm com seus pacientes.

14. Especialista em energias renováveis ou energias alternativas: não é de hoje que a preocupação com o ambiente é crescente e não será nos próximos anos que ela se acabará. Pelo contrário! A tendência é que seja cada vez mais necessário pensar em recursos alternativos que não gerem impacto no meio ambiente. Por isso, esse profissional é de suma importância para os próximos anos.

15. Gestor financeiro: esse profissional é e será por muitos anos imprescindível para que as pequenas e grandes empresas consigam administrar seu dinheiro e manter suas contas no azul. Por mais que existam inteligências que façam cálculos melhor que humanos, essa posição ainda envolve decisões que computadores ainda não são capazes de fazer.

Dessa forma, é preciso se preparar tanto para a nova dinâmica que as empresas vêm assumindo quanto para adotar novas especializações que o novo mercado de trabalho demandará.

É bom que você sempre fique atento às novidades que surgem no mundo tecnológico e nas empresas que vêm ganhando força com crescimento acelerado.

Invista também em solucionar problemas. Preste atenção a sua volta e perceba como você pode contribuir para resolver alguma demanda ou problemas de situações que te cercam.

E por último, estude muito. Sempre busque fontes diversas de conhecimento, independente de já estar bem colocado profissionalmente.

Referências utilizadas para a elaboração da postagem:

https://blog.hotmart.com/pt-br/profissoes-do-futuro/

http://www.ihu.unisinos.br/159-noticias/entrevistas/576974-o-cibernetico-e-o-humano-no-trabalho-correr-na-frente-do-computador-e-complicado-mas-e-preciso-aprender-a-correr-com-ele-entrevista-especial-com-cesar-alexandre-de-souza

https://www.youtube.com/watch?v=h4QBiBChg0I

Leu até aqui?

Não esqueça de compartilhar e ajudar a disseminar o conhecimento!

Siga nossas redes sociais:

Instagram: @petproducaoufrn

Facebook: PET Produção - UFRN

LinkedIn: PET Produção - UFRN

#GerarValor #Conteudo #PETProduçãoUFRN


135 visualizações

CONTATO

 (84) 92000-1430

petproducao.ufrn@gmail.com

 

Siga o PET Produção - UFRN nas Redes Sociais:

  • Branca Ícone LinkedIn
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Spotify
  • White YouTube Icon